Definição de módulo

É conhecido como módulo (do módulo de latim) a uma estrutura ou bloco de peças que, em uma construção, estão localizadas em quantidade para torná-lo mais simples, regular e econômico. Cada módulo, portanto, faz parte de um sistema e geralmente é conectado de alguma forma com o restante dos componentes.

O que é considerado modular é fácil de montar e geralmente oferece uma ampla flexibilidade (não em seus componentes, mas no modo de montagem). Por outro lado, o produto ou sistema final pode preservar sua aparência sem sofrer conseqüências reparando apenas o módulo ou componente que não funciona. É conhecida como modularidade para a capacidade de um sistema ser entendido como a união de vários elementos que estão ligados entre si e que são solidários (cada um cumpre uma tarefa em busca de um objetivo comum).

A arquitetura , por outro lado, apresenta como um módulo àquela medida que é usada para calcular as proporções dos corpos arquitetônicos. É que, em um nível geral, é conhecido como um módulo para a dimensão que convencionalmente é tomada como uma unidade de medida .

Para geometria , por outro lado, um módulo é a extensão do segmento que delimita um vetor. A matemática também aponta que o módulo constitui o valor absoluto de uma dada medida ou permite descrever a quantidade que é usada em certos cálculos para fazer comparações.

No campo da física , um módulo é um equipamento que é usado para regular a quantidade de água que passa por um canal ou circula dentro de um tubo ou orifício. O numismata sabe como um módulo o diâmetro das moedas ou medalhas.

Na música , o módulo é o ato e a conseqüência de modular, isto é, de ir de uma chave para outra. Essas transições podem ser suaves e fáceis de antecipar, em peças simples de ler e interpretar, ou nítidas, inesperadas e até mesmo muito frequentes, o que requer um ouvido muito treinado para entendê-las e executá-las com bom gosto e musicalidade.

Os programadores de computador estão acostumados a resolver problemas e, como podem apresentar diferentes graus de complexidade, nos casos mais difíceis, a melhor forma é a programação modular (o termo módulo, nesse contexto, lembra a era da linguagem Pascal e geralmente não é usado no jargão atual). A vantagem mais óbvia dessa maneira de trabalhar é que você obtém uma série de procedimentos ou funções capazes de assumir uma grande diversidade de tarefas, algumas menores que outras, e que ajudam a organizar o código de um programa.

Ao estruturar o código de qualquer tipo de programa é essencial reconhecer as seqüências que serão utilizadas mais de uma vez, para evitar repetições desnecessárias de linhas. Agrupar as tarefas que serão executadas com freqüência em funções não apenas oferece o benefício imediato de tornar o código mais detalhado e legível, mas também reduz consideravelmente o tamanho de um aplicativo.

A programação modular baseia-se no princípio de decompor um problema em problemas menores para resolvê-los um por um até atingir o objetivo final. Em termos computacionais, diríamos que um programa é dividido em uma série de subprogramas, que neste caso são os módulos. Como em outros campos, se um dos módulos exibir algum comportamento inesperado, será fácil detectá-lo e trabalhá-lo sem afetar o restante. Além disso, grandes empresas frequentemente atribuem o mesmo projeto a dezenas de programadores, que em muitos casos excedem 100, e a distribuição de trabalho, além do design modular, é a maneira mais inteligente de encarar o desenvolvimento .

border=0

Procurar por outra definição